Depois que Tite, técnico da seleção brasileira, se recusou a estender a mão para Jair Bolsonaro, na cerimônia de premiação pelo título da Copa América, neste domingo (8), no Maracanã, Rio, viralizou um vídeo de dezembro de 2018, no qual o treinador, em entrevista coletiva, avisou que não se encontraria com o presidente.

“Não. Continuo com a mesma opinião. Não. A minha atividade não mistura. Eu não me sinto confortável em fazer essa mistura (futebol e política)”, disse.

Em uma montagem realizada nas redes sociais, na sequência surge outro vídeo em que o então treinador do Corinthians envia uma mensagem de aniversário para Lula: “Parabéns, presidente Lula. Muita saúde, muita luz no teu caminho e da tua família, com a Marisa, com a família toda. Que tenha um aniversário extraordinário, com teus amigos. Eu só queria um docinho pra mim também. Um abração forte e felicidades”.

Após a conquista da Copa América, Tite cumprimentou as autoridades presentes, mas não repetiu o gesto para Bolsonaro. Quem teve a mesma atitude do treinador foi o zagueiro Marquinhos.

Comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here