Há menos de três meses para realização do segundo maior evento cultural da cidade de Patos até o momento não houve acordo entre diretoria do Patos Moto Fest e Prefeitura Municipal e isso poderá acarretar no cancelamento da festa assim como aconteceu com o São João 2019.

A negociação vem acontecendo com frequência com o prefeito interino Sales Júnior que continua irredutível e não aceita contraproposta da equipe.

Aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Patos uma Subvenção no valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) para realização do evento, o prefeito continua “inflexível” e só libera R$ 30.000,00 (trinta mil reais) e isso inibe a ação dos organizadores.

O prefeito alega que, o impacto da crise acaba afetando a liberação de recursos destinados a realização de eventos culturais na cidade, mas para equipe organizadora do Patos Moto Fest a justificativa não é tão convincente assim.

Eles dizem que mesmo diante da situação econômica fragilizada do município o prefeito teria liberado o recurso integral do “Jesus é Bom demais” evento esse que ele é um dos organizadores.

Segundo Ibraim Brito – presidente da AMO – Associação dos Motociclistas de Patos, a verba destinada para o evento é no valor de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) e o prefeito não encontrou obstáculo para liberá-la de forma integral.

A coordenação disse que o valor oferecido pode até cobrir as despesas da festa, mas há fortes indícios de que a crise provocada no município atingiu o comércio de Patos e isso poderá inviabilizar a captação de patrocínios.

Nós até entendemos a crise por que passa o nosso município, mas se cancelar um, ou dois eventos, é melhor que se cancelem logo todos e assim se evitar o privilégio”, alegou Brito.

Ele disse ainda que aguarda mais uma vez a contra partida do prefeito, mas não descarta a possibilidade de se cancelar o evento esse ano se por acaso ele continuar com a mesma oferta.

 

Assessoria

Comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here