Recebeu alta médica, nesta quinta-feira (3), o primeiro bebê nascido na Maternidade do Hospital Geral de Mamanguape (HGM), este ano. Maria Júlia nasceu de parto cesariana no início da tarde de terça-feira (1), pesando 3,475kg e com 50cm de altura. A bebezinha é filha do casal Jaiones dos Santos e Marcelo dos Santos, 25 e 31 anos respectivamente. Este é o primeiro filho da família de Itapororoca/PB. A pequena Maria Júlia é a criança de número 6.364 nascida na maternidade da unidade de saúde desde a sua fundação, em 2 de julho 2014.

Só em 2018 nasceram no complexo hospitalar 1.757 crianças, uma média de 146 nascimentos por mês. De acordo com Reginaldo Lota, diretor geral do hospital, não são apenas números expressivos, mas prova da conquista dessa população de terem seus filhos nascidos na localidade onde vivem. “Sempre lembro com muita alegria do fato de sermos o primeiro berço dos filhos do Vale do Mamanguape. São muitos os testemunhos de transtornos existentes antes de nossa maternidade existir, pois as gestantes sofriam tendo que enfrentar um translado, que por vezes começava das áreas mais remotas dessa região, para dar à luz na capital.  Agora, os filhos do Vale de Mamanguape nascem em seu município, isso só reforça o tamanho da missão que nos é confiada e que temos cumprido com todo amor e dedicação”, ressaltou.

Já o gerente assistencial da instituição, Fábio Ricardo, acrescentou que a unidade de saúde é  referência em partos de baixo risco e atende os 11 municípios da região do Vale do Mamanguape, tendo como diretrizes a humanização. “Nossos trabalhos têm como orientação a assistência voltada às práticas humanizadas, e isso fica muito evidente quando observamos os projetos que são desenvolvidos pela equipe assistencial com o apoio da gestão.Nossa maternidade oferta uma atenção toda especial, tanto para mamãe como para o bebê”, explicou.

A mãe da pequena Maria Júlia, a dona de casa Jaiones dos Santos,  relata esse momento. “É uma grande emoção, pois tive complicações no início da gestação com o deslocamento de placenta, tendo de ficar em repouso absoluto até os  quatro meses. Depois do susto, ter meu bebê em meus braços é uma grata realização. Agradeço a todos da unidade de saúde por propiciar esse lindo momento na minha vida”, comemorou.

Dentre os projetos desenvolvidos na maternidade da unidade de saúde destacam-se: o Curso para Gestantes, o projeto Minha Maternidade , SPA Gestacional, Mamãe Beleza, Shantala e a Musicoterapia. “Estamos sempre inovando procurando novos projetos que venham a contribuir com bem estar de nossas pacientes. Um olhar atento nos processos culturais, emocionais, psíquicos e espirituais envolvidos no parto revelam a importância, para mãe e filho, de vivenciar integralmente a experiência do parto”, explicou Jair Brito, supervisor assistencial da unidade obstétrica.

O Hospital Geral de Mamanguape, construído pelo Governo do Estado da Paraíba e inaugurado em 02 de julho de 2014, conta com 70 leitos e oferece aos pacientes exames laboratoriais, eletrocardiograma e raio-X. Quase 500 profissionais estão envolvidos no funcionamento da unidade, que presta atendimento aos moradores dos municípios que compõem a região do Vale do Mamanguape: Rio Tinto, Pedro Régis, Mamanguape, Baía da Traição, Capim, Cuité de Mamanguape, Curral de Cima, Itapororoca, Jacaraú, Marcação e Mataraca.

Comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here